sexta-feira, 17 de junho de 2011

TOP 10 - AS 10 MELHORES MÚSICAS DE PAUL McCARTNEY



Paul McCartney (nascido James Paul McCartney em Liverpool, 18 de junho de 1942, tornado Sir James Paul McCartney quando condecorado com o OIB em 1997): compositor, baixista, pianista, cantor, guitarrista, violinista, percussionista, baterista, produtor cinematográfico, produtor musical, escritor, poeta, pintor e membro dos Beatles de 1957 a 1970. McCartney é autor da maioria das músicas mais aclamadas dos Beatles. Desde a primeira música do primeiro disco Please Please Me, I Saw Her Standing There, passando por hinos históricos como Hey Jude, Let It Be, Eleanor Rigby, Yesterday, Penny Lane, entre outras, até a última música do último álbum gravado dos Beatles, “Abbey Road”, "The End", além de idealizar muitas criações conceituais da banda como o álbum “Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band”. Formou com Lennon a dupla mais celebrada do rock ‘n’ roll. Sua carreira solo é a mais bem sucedida do quarteto, sendo considerado pelo Guiness Book o artista mais bem sucedido da história. Amanhã, dia 18, ele fará 69 anos. Como homenagem, segue uma lista com suas 10 melhores músicas (segundo OUTROS 300):

 1 – “Hey Jude” (Paul McCartney/ John Lennon) – Primeira música da Gravadora Apple. Foi feita para Julian Lennon, filho de John. Apesar da longa duração da canção (mais de sete minutos, o que era muito incomum na época), foi o single mais vendido dos Beatles. A canção foi escrita em junho de 1968, quando Paul McCartney foi visitar Cynthia Lennon e seu filho Julian. Após o interesse de John em Yoko Ono e o pedido de divorcio de Cynthia, Paul como amigo do ex-casal, sentiu que precisava dar seu apoio a ela.

2 – “Yesterday” (Paul McCartney/ John Lennon) - Embora a composição seja creditada a Lennon/McCartney, foi composta unicamente por Paul McCartney, segundo ele após ter tido um sonho. A canção é uma balada acústica que fala sobre um amor perdido. Foi a primeira canção gravada pelos Beatles que só trazia a participação de um só integrante do grupo (Paul McCartney). Ele canta e toca violão, acompanhado por um quarteto de cordas. Segundo o Guinness Book, "Yesterday" é a canção mais regravada da história, tendo sido regravada por outros cantores mais de três mil vezes. Entre os artistas que a regravaram estão Frank Sinatra, Ray Charles, Elvis Presley , Plácido Domingo.

3 – “The long and winding road” (Paul McCartney/ John Lennon) – É uma das maiores baladas românticas da história. As imagens de vento e chuva sugerem sentimentos de abandono na natureza, enquanto a estrada longa e tortuosa que leva à "porta dela" é o sinal da esperança. As imagens na verdade, vem da experiência de Paul em High Park, sua fazenda na Escócia, que estava exposta a ventos fortes e era frequentemente açoitada pela chuva. A estrada é vislumbrada como interminável, porque a canção é sobre o que é inatingível. A canção foi lançada como single nos EUA em maio de 1970, e atingiu o topo das paradas americanas no dia 13 de junho, há exatos 41 anos.

4 – “Blackbird” (Paul McCartney/ John Lennon) - A canção foi gravada em 11 de junho de 1968 apenas por Paul. McCartney revelou que o acompanhamento do violão foi inspirado em "Bourée em mi menor", de Bach. A música de Bach era originalmente para violão clássico, instrumento que Paul e George Harrison tentaram aprender na juventude, portanto é caracterizada pela melodia em notas graves de baixo tocadas simultaneamente com cordas agudas e graves. McCartney decidiu alterar algumas notas de Bach, criando a base para “Blackbird”. A letra é uma metáfora sobre os conflitos raciais e direitos civis nos EUA, principalmente da situação das mulheres negras.

5 – “Let it be” (Paul McCartney/ John Lennon) - A canção foi escrita entre o lançamento dos discos “Álbum Branco” e “Abbey Road,” quando decidiram fazem um disco ao vivo nos novos estúdios da Apple, cujo disco se chamaria Get Back. Foi um período intenso para os Beatles e para Paul McCartney, que era o único Beatle que parecia ainda se importar com os relacionamentos internos. A canção cita Mother Mary comes to me que apesar de parecer algo Católico ou Cristão (“Ave Maria vem até mim”), na verdade se trata de Mary McCartney, mãe de Paul.

6 - "All my loving" (Paul McCartney/ John Lennon) - Foi um dos poucos exemplos de composições onde McCartney escreveu a letra antes da música; o texto teria aparentemente sido concebido como um poema, composto enquanto ele se barbeava. Empregando o formato "carta" na letra da música, utilizado também em "P.S. I Love You", "All My Loving" rapidamente conquistou elogios da crítica, e conseguiu ser muito executada nas rádios.

7 – “My Love” (Paul McCartney/ Linda McCartney) – Nesta canção, Paul dedica todo seu amor a sua eterna musa Linda (com quem formou o Wings e foi casado por 29 anos).

8 – “Band on the run” (Paul McCartney/ Linda McCartney) – Gravada na Nigéria. Ganhou Grammy. É o titulo do disco com o qual Paul ganhou seu 1º disco de ouro.  

9 – “Jet” (Paul McCartney) – Também pertence ao grande disco “Band on the run”. Riff poderoso. McCartney a toca em todas as suas turnês. Ganhou Grammy.

10 – "Live and let die" (Paul McCartney/ Linda McCartney) – Co-produzida por George Martin, essa música foi tema do filme “007 - Viva e deixe morrer”. Já foi gravada pelo grupo Guns ‘n’ Roses. Ganhou Grammy.

Um comentário:

  1. adoro paul maccartney acho linda suas cancoes e sua voz

    ResponderExcluir