segunda-feira, 20 de maio de 2013

CINE TELA BRASIL: FILMES SERÃO EXIBIDOS GRATUITAMENTE EM CARIACICA.



As aventuras de um trio de crianças que se juntam para vencer o medo com a ajuda de um guarda-chuva e a história cheia de peripécias de um casal de araras azuis. A partir da próxima terça-feira (21), Cariacica recebe a programação de cinema itinerante do Cine Tela Brasil. O projeto, patrocinado pela Fundação Telefônica Vivo, exibirá na cidade os filmes “Eu e meu guarda-chuva” e “Rio” em quatro sessões diárias, pela manhã e à tarde, até o dia 23. A estrutura será montada em frente ao Palácio Municipal, no Trevo de Alto Lage. A entrada é gratuita.

O Cine Tela Brasil possui duas salas de cinema com 225 lugares, assentos acolchoados e ar condicionado. Mais de um milhão de pessoas já passaram pelas salas. Idealizado pelos cineastas Laís Bodanzky e Luiz Bolognesi (“Bicho de Sete Cabeças”, “Chega de Saudade”, “As Melhores Coisas do Mundo” e “Uma História de Amor e Fúria”), o cinema itinerante surgiu em 2004 com o sonho de levar o cinema nacional a quem não tem acesso. 

“Com patrocínio, apoio do Ministério da Cultura e leis de incentivo, hoje temos duas salas de cinema que cortam o país e chegam aonde o público está. Assim, realizamos o sonho de muita gente, que pisa no cinema pela primeira vez. É sempre emocionante acompanhar uma sessão”, afirma Laís Bodanzky. “As taxas de ocupação são as maiores do país, de 88%”, completa Luiz Bolognesi.

Os filmes

Diversão garantida para todas as idades! As complicações de encarar uma nova escola que, ainda por cima, dizem ser assombrada pelo fantasma de seu fundador, o Barão de Von Satffen, um sujeito que adorava fazer perguntas aos alunos e deixar de castigo os que errassem a resposta.

Esse é o drama dos amigos Eugênio, Frida e Cebola em “Eu e meu guarda-chuva” (Toni Vanzolini, 78 min). Instigados pelas histórias, eles resolvem visitar o cenário sombrio da nova escola e encontram o fantasma do barão. Para encarar essa aventura, eles contam com uma arma inusitada, um guarda-chuva que Eugênio ganhou de seu avô.

O outro filme da programação é “Rio” (Carlos Saldanha, 105 min). A animação conta a saga de Blu, uma arara azul que nasceu no Rio de Janeiro, mas, capturada na floresta, foi parar nos Estados Unidos. Lá, é adotado por Linda, com quem vive confortavelmente. Até que um dia, Túlio entra na vida de ambos. Ornitólogo (estudioso de aves), ele diz que Blu é o último macho da espécie e deseja que ele acasale com a única fêmea viva.

Convencidos por Túlio, Linda e Blu partem para a Cidade Maravilhosa, onde conhecem a arara Jade, um espírito livre que detesta ficar engaiolada, bem diferente do doméstico Blu. Mas, quando o casal é capturado por uma quadrilha de venda de aves raras, eles precisam unir forças para escapar do cativeiro e contarão com a ajuda de amigos inusitados.

Cine Tela Brasil

O projeto já passou por mais de 430 cidades e realizou mais de 5.200 sessões de 93 filmes nacionais. Em nove anos, mais de um milhão de pessoas entraram na sala do Cine Tela Brasil, sendo que a maioria, pela primeira vez. 

SERVIÇO

Cine Tela Brasil em Cariacica

Quando: de terça (21) a quinta-feira (23), em quatro sessões diárias. Às 8h (com o filme “Eu e meu guarda-chuva”), 10h (“Rio”), 13h (“Rio”) e às 15h (“Eu e meu guarda-chuva”).

Onde: Trevo Alto Lage, Rod 262, km 3.5. Em frente ao Palácio Municipal.
Entrada gratuita.

Um comentário:

  1. Amei a idéia deveriam fazer o mesmo progeto com teatro!

    ResponderExcluir